Notícias da Semana da Leitura e das línguas 2020 já em tempo de crise

Realizou-se, de 9 a 13 de março, nas escolas do Agrupamento, a Semana da Leitura, uma Semana um pouco conturbada, porque já se sentia que algo de grave ia acontecer.
Na sexta-feira anterior, fora pedido às escolas para limitarem os contactos com agentes exteriores e, assim, anularam-se atividades nas escolas do 1.º ciclo, ciclo em que a Semana da Leitura é muito participada pelos pais e em que várias entidades são convidadas a partilhar leituras.

Apesar dos constrangimentos, a Semana da Leitura correu bem, correu mesmo muito bem. Celebrou-se a leitura, o prazer de ler e o conhecimento das línguas com diversas atividades que envolveram os alunos do 1.º ciclo ao secundário. As atividades foram propostas pelos docentes, pela biblioteca escolar e também pelos alunos.

Nos concursos Leitura Expressiva, Ortografia, Spelling, Kahoot do 6.º e 8.º ano, Les phrases en puzzle, os alunos “competiram” para serem o melhor leitor, mostrarem os conhecimentos da língua portuguesa, francesa e inglesa. Participaram com entusiasmo nestas atividades e foi muito interessante ver alunos a não desistirem dos desafios propostos.
Partilharam-se técnicas de leitura (Ateliê de Leitura em Voz Alta), livros (Rifa o teu livro e leva o do teu amigo), leituras (Chá com livros), poesias (Pessoas em Sophia, Sophia hoje, Leitura com Sotaque), jogos e desafios (Jouons en Français, Escape Room). Os alunos do 11º 6-2 partilharam trabalhos realizados na disciplina de Desenho e os alunos do 5.º e 6.º ano trabalhos sobre as obras estudadas; os alunos do 8.º 3.ª lançaram, no site do Agrupamento e no blogue das BE, a revista digital que desenvolveram nas disciplinas de Cidadania e Desenvolvimento, Matemática e TIC; todos estes trabalhos foram realizados no âmbito do projeto “Celebrar Sophia”
Foram momentos de interação, em que alunos mais velhos dinamizaram atividades para os mais novos; alunas do secundário criaram desafios para os seus colegas; alunos trocaram opiniões sobre leituras, filmes, notícias.
No encontro com Isabel Nery, autora da biografia de Sophia de Mello Breyner Andresen, falou-se de Sophia, mas falou-se também de ética no jornalismo, de Fake News e a jornalista, muito atenta às perguntas e à curiosidade dos alunos, pedagogicamente, apelou várias vezes ao sentido crítico dos alunos e sublinhou que uma opinião não é notícia. Que devemos sempre confirmar as fontes.
Mais uma vez se celebrou Sophia, mais uma vez se celebrou a Semana da Leitura e das Línguas.